BUSCA

CADASTRE-SE

Assine a nossa newsletter e conheça as novidades da Quarteto Editora.

LETRAS E LINGUÍSTICA

Clique na imagem para aumentar. R$ 45,00 + frete COMPRAR

Atenção:

Os preços atribuídos aos produtos estão sujeitos a alteração sem comunicação prévia. O atendimento aos pedidos está condicionado à disponibilidade do estoque da editora e de seus fornecedores.

Disponibilidade e envio:

O envio das mercadorias disponíveis ocorrerá em até 05 dias úteis + prazo determinado pelo frete conforme disponibilidade em estoque.

LÍRICA DA AUSÊNCIA NA POÉTICA DE ÀLVARO DE CAMPOS E MÁRIO DE SÁ-CARNEIRO, A

Autor(es):

EYSEN, Adriano.

Assunto:

Crítica Literária. Poesia Portuguesa.

Sinopse:

Fernando Pessoa e Mário de Sá-Carneiro, confidentes um do outro na correspondência em que expõem sua angústia existencial, se encontram, agora, irmanados neste livro. Seu autor, mais do que traçar o perfil literário de cada um, enlaça-os nessa lírica da ausência, elo que os aproxima e identifica nos quadros da poesia portuguesa de inícios do século XX. A sensação dramática é foco da leitura minuciosa de Eysen, que compreende a lírica da ausência como a poesia fundada na experiência da angústia do ser no mundo, da sensação de falta, do vazio e da permanente relação com a morte. A busca do sentido para a vida, sempre fracassada, parece ter sido a tônica dos dois poetas, mas não passa por caminhos idênticos. Enquanto Pessoa se atualiza na escrita heteronímica, em Mário de Sá-Carneiro, a certeza da impossibilidade de fixação do ser se manifesta na angústia de existir e na consciência da finitude. Nesse sentido, a escrita literária assume valor fundamental, é ela que dá aos poetas a sensação de existir, independentemente do mundo real. Sem se afastar da questão do ser, outros assuntos são tratados no livro como a metapoesia, a relação instável dos dois poetas com a modernidade, a teatralidade presente no jogo de máscaras e esfinges que povoam esta escrita. Mas não é só de semelhança que se constrói um estudo de literatura comparada. É com cuidado que o autor traça as diferenças entre um e outro poeta e revela o quanto a poesia de Mario de Sá Carneiro se faz interiorizada, se abriga numa paisagem de fantasia e investe em uma metrificação convencional e o quanto, em Álvaro de Campos, o eu lírico transita entre interior e exterior, se mostra aberto ao mundo e as experiências que a modernidade oferece e desequilibra as formas tradicionais dos versos. O que vemos, portanto, neste livro, é a originalidade de um estudo crítico que teve a ousadia de aproximar dois monstros da modernidade literária, trazendo uma contribuição valiosa aos estudos da área.

  • ISBN: 9788580050882
  • Edição:
  • Ano: 2015
  • Páginas: 326
  • Peso: 498g
  • Tipo de Capa: Brochura
  • Dimensão: 15x21cm
Quarteto Editora © Quarteto Editora 2012-2017. Todos os direitos reservados.

Loja Salvador - Bahia

Av. Antônio Carlos Magalhães, 3213, Golden Plaza, sala 702, Iguatemi - Salvador/Ba
CEP: 41275-00

Atendimento e Vendas

(71) 3452-0210 contato@editoraquarteto.com.br

Institucional